Aracaju, SE 20/09/19
 

Nossa História
nova orla
points do turista
igrejas e museus
agenda
cultura
noticias
turismo
personalidade
artesanato
videos
galeria de fotos
culinária
passeios em sergipe
Sergipe
mapas
contato
 
Espaços Terapêuticos, Academias desportivas - Aracaju Sergipe
Auto-peças, Acessórios, Auto-escolas, Pneus, Oficinas e Serviços - Aracaju Sergipe
Bares, Lanchonetes, Boates - Aracaju Sergipe
Institutos de Beleza, Centro de Estética, Lojas de Cosméticos, Noivas - Aracaju Sergipe
Móveis, Decoração, Armários, Cozinhas, Quartos - Aracaju Sergipe
Docerias, Deli, Buffet Eventos e Festas, Padarias - Aracaju Sergipe
Delícias Regionais, Churrascaria, Cozinha Naturalista, Cozinha Oriental/Francesa/Italiana/Alemã - Aracaju Sergipe
Pizzarias, Lanchonetes - Aracaju Sergipe
Lanchonetes, Acarajés, Salgados
Pousadas, Motéis - Aracaju Sergipe
Hotéis, Resort's - Aracaju Sergipe
Farmácia & Drogria, Farmácias de Manipulação - Aracaju Sergipe
Lançamentos, Promoções - Aracaju Sergipe
Suprimentos, Recarga de cartuchos, Computadores, Assitência Técnica - Aracaju Sergipe
Empreendimentos - Aracaju Sergipe
Colégios, Cursos Profissionalizantes, Universidade, Faculdade, Escolas de Idiomas - Aracaju Sergipe
Clínicas Médicas, Hospitais, Oftalmologista, Ortopedista, Ondotologia, Dermatologia, Cirurgia Plástica - Aracaju Sergipe
Moda Jovem, Moda Praia, Moda Íntima, Calçados & Bolsas, Acessórios & Bijuterias, Presentes - Aracaju Sergipe
Lojas, Madereiras, Tintas - Aracaju Sergipe
Supermercados, Distribuidoras - Aracaju Sergipe
Agências, Receptivo, Operadoras - Aracaju Sergipe
TV, Rádio, Jornais, Revistas - Aracaju Sergipe
Lavandeiras, Escritórios de Contabilidade, Gráfica e Copiadora, Detetização, Seguradoras e Seguros, Taxi, Chaveiros, Telefones Úteis - Aracaju Sergipe
 

 
Artesanato
Visite Aracaju. Aqui você é mais Feliz!
Artistas locais alcançam o Brasil e o exterior


Hortência Barreto em meio ao universo que a inspira (Fotos: Alejandro Zambrana)

Criatividade e produção crescente são traços marcantes da movimentação cultural aracajuana, que tem avançado as divisas do Estado e as fronteiras do país, encantando gente do mundo inteiro. Basta uma breve pesquisa nos nomes de veteranos e calouros das mais variadas vertentes da cultura - artes plásticas, teatro,dança, literatura e fotografia - para verificar que tem muito artista da capital apresentando seus trabalhos em outros mercados, levando na bagagem a marca ‘made in Aracaju'.

A artista plástica Hortência Barreto é uma dessas figuras que já percorreu caminhos em São Paulo, foi à França, visitou Barcelona e mais recentemente participou de uma exposição coletiva no Vaticano, onde mostrou o seu mundo multicolor através dos tecidos. "Fui para a França no início da década de 1990. Foi minha primeira viagem para o exterior e lá vivenciei coisas novas, fui bastante questionada pelo trabalho que levei que tinha como tema aspectos nacionais, a exemplo do povo indígena. Fui muito bem recebida, mas faltava algo, faltava a minha marca registrada", lembrou artista.



O encontro de Hortência com sua arte aconteceu 10 anos depois de sua viagem ao continente europeu. Nas reminiscências de sua infância, no município de Nossa Senhora das Dores, que a artistas se redescobriu e fez a sua marca. "Com esse meu trabalho de reverenciar a atividade manual das bonequeiras, das rendeiras e das costureiras encontrei a minha marca. Através da técnica de colagem e textura, exploro as rendas, tecidos, chitões e bordados nas minhas peças, revivo a minha infância e mostro todo esse universo pueril e colorido", disse.


Exposição de Lúcio Telles na França (Fotos: Lúcio Telles)

Assim como a artista atravessou o oceano e foi à Europa, o fotográfo Lúcio Telles teve como destino o Maison Du Patrimoine de Saint Julien les Villas, na França, para a exposição do seu trabalho sobre as manifestações culturais sergipanas. Lambe-sujo, Taieiras, Reisado, São Gonçalo e Parafusos foram algumas das expressões folclóricas que participaram da coletânea ‘Brasil Sergipanidade' que Lúcio expôs aos franceses.


Lúcio Telles (Foto: Alejandro Zambrana)

Marinheiro de primeira viagem em mostras internacionais, Lúcio afrima ter aproveitado bastante o intercâmbio com outros mercados. "Foi muito legal a temporada por lá. Tive uma boa recepção do pessoal, acabamos trocando experiências e acabei desmistificando mitos que os estrangeiros  têm do nosso Brasil. Muitos viam as fotos do lambe-sujo e reisado e achavam que tudo era carnaval. Foram 60 dias, pois ainda consegui uma segunda exposição, e ainda já programei mais uma na Espanha para o próximo ano", revelou.

Música e dança

A música e dança de Aracaju também tem seu espaço e público garantidos nos estados brasileiros e no exterior. Levando à risca a afirmativa de que a música é universal, a banda sergipana Naurêa mostrou como o som da zabumba e do triângulo contagia qualquer cidadão do mundo. Que o diga os alemães. A banda já fez quatro turnês pela Alemanha e os resultados são cada vez mais positivos, solidificando o sucesso do grupo sergipano Brasil afora.

"A receptividade das turnês foi maravilhosa. Fomos bem recebidos nas cidades que visitamos e olha que foram muitas. Aliás, é até uma frustração para gente, pois o número de cidades por onde passamos na Alemanha é bem maior do que as visitadas aqui", diz Alex Santana.


Patrícia Polayne (Foto: Marcelinho Hora)

Outro grande destaque do cenário nacional é a cantora e compositora sergipana Patrícia Polayne, ganhadora de inúmeros prêmios país afora. O mais recente deles foi o de Melhor Música com Letra e Melhor Arranjo com a sua canção ‘Arrastada', no Festival Nacional de Música da Arpub (Associação das Rádios Públicas do Brasil).

 "Vivo da música, para a música e pela música. A vida toda eu só vivi disso. E a prova de que nunca estive errada é esse prêmio. Sou mulher, compositora, do menor estado do Brasil. Sou pequena, mas a gente pode ser muito grande quando quer e acredita", disse a artista, ao receber o prêmio das mãos de Orlando Guilhon, presidente da Arpub.

Com sua voz doce e afinada, interpretação vigorosa e um trabalho autoral que mistura referências com tropicália, música latina e ritmos afrobrasileiros, a artista tem sido reconhecida por grandes nomes da música brasileira depois que gravou seu disco ‘O Circo Singular', com produção impecável de Junior Areia, baixista do Mundo Livre S/A, e a participação especial de Roberto Menescal.

A Companhia Cubos de Dança e a dançarina Maíra Magno também são bons exemplos da cultura ‘made in Aracaju'. Enquanto os cinco jovens dançarinos percorrem o país de norte a sul, levando a beleza e o profissionalismo dos espetáculos ‘Brincando', "Mulpleto' e ‘Reverso', a veterana professora de dança do ventre já espalhou seu charme e encantou o público nos palcos do Cairo, Líbano e Tunísia.

"Nos lugares que já visitamos, em todos fomos muito bem recebidos. Em São Paulo, Joinvile [SC], Recife [PE)], a receptividade do público foi maravilhosa. E espero que cheguemos a conquistar outros lugares, até mesmo fora do país. Esse intercâmbio com outros artistas, de outras localidades, até mesmo contribui para o nosso crescimento como profissional e nos faz pensar, avançar nos espetáculos", disse o bailarino e diretor da Cia Cubos de Dança, Rodolpho Sandes.

Já a dançarina Maíra se diz satisfeita com os lugares que visitou mostrando o seu trabalho. "Viajei muito e tive boas oportunidades de trabalhar fora. Já dei cursos de dnaça do ventre na França, fui convidada para participar de espetáculos dos grandes nomes da dança árabe. Até mesmo de um reality show de dança participei no Líbano. São viagens produtivas, sempre aprendendo", contou Maíra.

Adversidades

Mas como nem tudo são flores, alguns artistas aracajuanos destacam a falta de valorização do produto aqui em Sergipe. Segundo a categoria, muitas vezes é preciso ganhar reconhecimento lá fora para depois ganhar o prestípigio do público local. De acordo com a artista Hortência Barreto, a receptividade do lado de lá é mais calorosa do que a aceitação do lado de cá.

"Tudo que é daqui é deixado para escanteio. Lá fora me tratam a pão de ló, enquanto que aqui é pão e água. Falta termos uma curadoria mais técnica para avaliar e gerenciar tudo que é produzido em Sergipe. Aqui sempre temos a mania de valorizar mais o quintal do vizinho e acabamos por ignorar o nosso terreno", relatou Hortência.

Assumindo as dificuldades do meio artístico em sobreviver de arte em Sergipe, e sem almejar riquezas, Maíra diz que, apesar de tudo, vive da dança e garante não deixar Aracaju por nada. "É complicado fazer público, mas tenho visto crescer nos festivais que produzo. Então isso reflete que o trabalho é bom. Aqui temos qualidade de vida. Dou minhas aulas, ganho o necessário para viver bem. Quando não ganho, estico daqui e dali e vivo. Aracaju é um lugar para se ver viver bem. Já tive oportunidade de ir morar em outros lugares, mas prefiro ficar por aqui", ressaltou.

Por Gilmara Costa

Fonte: PMA


:: VEJA TAMBÉM
Artesanato sergipano será destaque nas revistas de bordo da Latam e Gol
Sesc abre inscrições para o evento Sescanção
Artesãos de Maruim recebem documento de registro da profissão
Artista belga explica pinturas sobre violência urbana
Confiança X Flamengo: filas quilométricas no Batistão
Seminário Internacional de Gênero em Aracaju
Vacina contra Zika pode ser desenvolvida em até um ano, diz ministro
Filme argentino 'Papéis ao Vento' no Cine Vitória
Sucos naturais e terapêuticos fazem sucesso no verão
Primeiros finalistas do prêmio 'Um Banquinho, Uma Canção' são definidos
CPTran realiza blitz educativa da Lei Seca durante feriadão
Ainda não há prazo para funcionamento dos radares
SSP terá Plano Estratégico de Segurança e Central de Resultados
MP pede a suspensão da realização de eventos no CIC
Bianca Toledo e Heloisa Rosa estarão em Aju neste sábado
Forrocaju 2015 será realizado pela Secom da Prefeitura
Espetáculo ''Que Deus me Defenda'' hoje em Lagarto
Serjeep Fest acontece de 30 de abril até 3 de maio
Secretaria de Meio Ambiente e Funasa farão parceria na área de resíduos sólidos
Monumento de homenagem à Marcelo Déda será construído
Armarinhos apresentam variedade de fantasias e adereços
Npdov contribui para capacitação de sergipanos
Cohidro registra crescimento em produtividade agrícola do Estado em 2014
Jackson recebe Medalha Almirante Tamandaré da Marinha do Brasil
Trânsito:multas para ultrapassagem estão mais caras
11ª edição da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia
Espetáculo "Em Nome do Jogo”
Mostra de Cinema Alemão será realizada pelo Sesc
Cinemark exibe filme sobre One Direction
Inscrição para Salão de Fotografia de Aracaju até dia 12
Espaço Zé Peixe está em fase de conclusão
Batistão estará pronto até o dia 30 para receber os gregos
Governo investe mais de R$ 35 milhões em reforma e ampliação de escolas da capital
Aracaju Convention marca parceria com Governo de Sergipe
“O Couro e o Rio - usos e significados” por Sayonara Viana
Árvore de Natal Ecológica no Centro de Criatividade
Zumbi dos Palmares ganha estátua na Orla de Atalaia
Artesanato sergipano conquista novos mercados
Mostra Aracaju 2012
Artesanato - Onde encontrar em Aracaju
Centro de Artesanato de Sergipe atrai turistas de todo o Brasil
Feirinha na praça General Valadão funcionará até dia 31 de janeiro
Literatura de cordel atrai turistas ao mercado de Aracaju
Tradições sergipanas terão destaque na Abav
Exposição ‘Dois Mundos’ chega ao Mirante da 13 de Julho
Reinauguração cordelteca da Clodomir Silva
Inscrições abertas para o Concurso Sílvio Romero 2011
Pythiu expõe seus quadros na galeria Álvaro Santos
PMOC faz exposição para marcar o São João
Mercados centrais marcaram desenvolvimento da capital
Brincos coloridos fazem a festa do Verão 2011
Governador prestigia abertura da Feira de Sergipe na Orla de Atalaia
Tradição do Lambe-Sujo está exposta no Mirante
Arte Contemporânea em Sergipe
Artistas locais alcançam o Brasil e o exterior
Rendeiras ampliam seu comércio
Exposição 'Arquitetura e Artes Plásticas.
Exposição Coletiva Junina na Galeria Álvaro Santos
Guia Divirta-se Maio 2010
Salão dos Novos: Mais de 100 obras estão inscritas esse ano.
Transformação no Beco dos Cocos
Peças em mosaico estão expostas no Mirante da 13
Unidades da Funcaju celebram mês do Folclore
Artesanato sergipano continua em exposição
Artesanato Sergipano
Lambe-Sujo
Artesanato