Aracaju, SE 11/12/19
 

Nossa História
nova orla
points do turista
igrejas e museus
agenda
cultura
noticias
turismo
personalidade
artesanato
videos
galeria de fotos
culinária
passeios em sergipe
Sergipe
mapas
contato
 
Espaços Terapêuticos, Academias desportivas - Aracaju Sergipe
Auto-peças, Acessórios, Auto-escolas, Pneus, Oficinas e Serviços - Aracaju Sergipe
Bares, Lanchonetes, Boates - Aracaju Sergipe
Institutos de Beleza, Centro de Estética, Lojas de Cosméticos, Noivas - Aracaju Sergipe
Móveis, Decoração, Armários, Cozinhas, Quartos - Aracaju Sergipe
Docerias, Deli, Buffet Eventos e Festas, Padarias - Aracaju Sergipe
Delícias Regionais, Churrascaria, Cozinha Naturalista, Cozinha Oriental/Francesa/Italiana/Alemã - Aracaju Sergipe
Pizzarias, Lanchonetes - Aracaju Sergipe
Lanchonetes, Acarajés, Salgados
Pousadas, Motéis - Aracaju Sergipe
Hotéis, Resort's - Aracaju Sergipe
Farmácia & Drogria, Farmácias de Manipulação - Aracaju Sergipe
Lançamentos, Promoções - Aracaju Sergipe
Suprimentos, Recarga de cartuchos, Computadores, Assitência Técnica - Aracaju Sergipe
Empreendimentos - Aracaju Sergipe
Colégios, Cursos Profissionalizantes, Universidade, Faculdade, Escolas de Idiomas - Aracaju Sergipe
Clínicas Médicas, Hospitais, Oftalmologista, Ortopedista, Ondotologia, Dermatologia, Cirurgia Plástica - Aracaju Sergipe
Moda Jovem, Moda Praia, Moda Íntima, Calçados & Bolsas, Acessórios & Bijuterias, Presentes - Aracaju Sergipe
Lojas, Madereiras, Tintas - Aracaju Sergipe
Supermercados, Distribuidoras - Aracaju Sergipe
Agências, Receptivo, Operadoras - Aracaju Sergipe
TV, Rádio, Jornais, Revistas - Aracaju Sergipe
Lavandeiras, Escritórios de Contabilidade, Gráfica e Copiadora, Detetização, Seguradoras e Seguros, Taxi, Chaveiros, Telefones Úteis - Aracaju Sergipe
 

 
Cultura
Visite Aracaju. Aqui você é mais Feliz!

O Forró – Essa Dança Envolvente



Duas vertentes originam o nome forró: a primeira, como quebra reduzida da palavra “forrobodó”, que significa festança, baile na zona rural e até confusão, como bem esclarece o filólogo Aurélio Buarque de Holanda, em seu famoso dicionário “Aurélio”. Já, numa outra corrente, há os que classificam como sendo de origem inglesa do “for all”, ou seja, para todos (na dança). Ainda necessita de apurados estudos, mais profundos diremos, para se chegar a uma certeza do verbete e de sua origem como expressão de dança, não obstante dizer-se que é originária dos colonizadores europeus, principalmente os ingleses, que aqui vieram nos séculos XVIII e XIV, implantando as vias férreas no norte do país. Há quem diga que estas festanças eram realizadas nos períodos da colheita e término das safras, caracterizadas pelas quadrilhas formadas em círculos, onde os nordestinos se misturavam com estes colonizadores e dançavam a noite toda, ao som de uma sanfona, pandeiro e bumbo.



Contudo, o forró se caracterizou, com o passar dos anos, em uma dança típica do norte-nordeste e se espalhou por todo o Brasil, se aperfeiçoando na visualização instrumental e no compasso da dança e ritmo, até chegar aos nossos dias. No instrumental, passou-se a formação de 3 componentes: a sanfona, o triângulo e o zabumba. Depois, integrou-se o cantor (vocalista) e, mais tarde, a presença da guitarra elétrica. Hoje, um grupo musical de forró, geralmente se apresenta até com a participação de grupos de danças alegóricas e até com a bateria. Mas tudo isso foi um processo longo de formação e, com maior evidência, os segmentos do forró: forró eletrônico, forró universitário, forró raiz (pé-de-serra), forró cearense e outros mais que estão surgindo, a medida que a dança vai tomando conta dos clubes, boites e danceterias das pequenas até grandes cidades e capitais. É uma febre que mistura, em certos casos, o forró, o xaxado, o baião, o xote e o arrasta-pé, num compasso eletrizante e jamais visto no país. Já se vão os longos decênios de sua prática em salões de festas, eventos e comemorações diversas em todo Brasil – desde festejos de fim-de-ano, até os de santos (Santo Antônio, São João e São Pedro) no mês de junho. Isto sem contar as festividades alusivas às efemérides das cidades ou ao seu calendário turístico.

Dos segmentos do forró, ficamos entusiasmados com o pé-de-serra, que já conquistou o país todo e já se vislumbra na América do Norte e Europa, ganhando fantástica repercussão. Os forrozeiros estão aí, com uma enorme lista de CDs. e DVDs. lançados nos últimos anos por bandas e grupos espalhados até pelas pequenas cidades, que dirá então nas grandes metrópoles. O forró pé-de-serra é uma das mais autênticas músicas do nosso país, particularmente evocando o Nordeste. É, na verdade, a linha tradicional, com um toque rápido e descontraído, onde realça as figuras magnânimas da nossa história musical: Luiz Gonzaga, Patativa de Assaré, Dominguinhos, Zé Paraíba, Catulo da Paixão Cearense e outros que estão surgindo, fazem do ritmo uma vanguarda da nossa história. Em todo o elenco do forró pé-de-serra (e de um modo geral), sempre evidencia a figura saudosa de Luiz Gonzaga, o Rei do Baião. Mistura-se, assim, a formosura da letra, com o ritmo da dança, num tom eletrizante de uma sanfona. É o bastante para se concretizar um verdadeiro forró-raiz.



Só para ilustrar, uma “dica” seria aquilo que presenciamos, há alguns anos, no Restaurante e Casa de Show Cariri (Av. Santos Dumont, Passarela do Caranguejo), na Orla da Atalaia, em Aracaju, Sergipe. Em dois ambientes distintos (um, com forró tradicional; outro, com o forró pé-de-serra autêntico), pode-se observar, atentamente, que a cultura Nordestina está presente, sem falar na grandeza desses ambientes, no trajar dos atendentes e no rol de canções até regionalistas, à base do ritmo do forró. Um convite para quem deseja ouvir e ver o que é a autenticidade brasileira. A tradição da música, somado à performance dos executores, cantoras e cantores, dá uma panorâmica geral do que se passa em outras capitais e em outras cidades pequenas: tudo é místico e só não entra no forró pé-de-serra quem realmente não viveu ou vivenciou a expressão carinhosa, retumbante e gloriosa do povo do Norte-Nordeste. A “dica” é de uma casa de forró em Aracaju, sem contar outras fantásticas casas existentes em Maceió (a esplêndida casa de show “Lampião”, na orla marítima, onde é sensacional a apresentação do grupo do Zé Mocó e também das dançarinas malabaristas), Fortaleza, Recife, Belém e outras. Além disso, outras tantas do sul, em São Paulo e Rio de Janeiro.

O restante disso tudo, é só acompanhar os inúmeros grupos e bandas que se espalharam pelo país todo, numa verdadeira profusão da música que enche a alma e sacode o corpo: Banda Rastapé, Banda Calypso, Gaviões do Forró, Kátia Morena, Forró 100 Preconceito, Fala Mansa, Grupo Forróçacana, Trio Nordestino, Trio Virgulino, Calcinha Preta, Gatinha Manhosa, Cavaleiros do Forró, Banda Magníficos, Limão com Mel, Forró Real, Forró na Veia, Atração Fatal, Forró Sacode, Banda Styllus, Banda Líbanos, Saia Rodada, Jatinhos do Forró, Canários do Reino, Zé Mocó e outros tantos, bem como cantores como Frank Aguiar, Lady Lu, Kátia Moreno, Waldonys, João Cláudio, Flávio Leandro, Santanna, Joquinha Gonzaga, Cícero do Assaré, Joãozinho do Exu, Maciel Melo, Luiz Fidélis e por aí vão se espalhando os demais. Isto sem contar os grandes sanfoneiros e músicos do naipe de Dominguinhos, Sivuca e Oswaldinho. Mais isso se estende a tantos que mourejam no forró do nosso querido Norte-Nordeste.



O Forró completa 60 anos A edição de “O Jornal”, de Alagoas, do dia 20.07.2010, traz algumas considerações a respeito do surgimento da primeira gravação de um forró. Isto em 1950: “Com a sanfona no peito, Luiz Gonzaga traduziu a alma nordestina. O artista que se tornaria o “Rei do Baião” fez história na música brasileira. Há 60 anos, ele gravou o Forró de Mane Zito, a primeira música a ser batizada de forró. Foi a partir deste disco, de 1950, que começou a popularização do forró. Naquela época, forró era sinônimo de “baile popular”, o chamado “forrobodó”. “Hoje em dia, você pode chamar de forró uma festa ou o ritmo forró. Porque a partir de Luiz Gonzaga foi criado um ritmo forró”, diz o pesquisador Paulo Wanderley. Na matriz dos ritmos nordestinos está a sanfona de oito baixos. Foi com ela que tudo começou. Os ritmos apressados, que embalam uma gente festeira por natureza surgiram na pequena caixa de fazer música. Mas não se engane: a pequenininha é muito mais difícil de tocar, e, por isso, poucos sanfoneiros se atrevem a manter o legado dos grandes mestres. À primeira vista, o que chama a atenção na caixa de madeira, fole e botões é a ausência do teclado. São os botões que funcionam como teclas. E outra curiosidade é que, no Nordeste, a sanfona de oito baixos ganhou uma afinação única no mundo, um sotaque nordestino. “É um instrumento, sem dúvida nenhuma, muito difícil de se aprender a tocar. Abrindo é um tom, fechando é outro. É um instrumento que não obedece escala musical”, explica o sanfoneiro Luizinho Calixto. Luiz Gonzaga compôs cerca de 700 músicas e fez questão de escolher o herdeiro que levaria adiante o gênero onde cabem todos os ritmos nordestinos. Dominguinhos não esquece o dia em que recebeu o reconhecimento: “Eu estava gravando forró no estúdio com ele e ele me apresentou, nesse dia, à imprensa, como o herdeiro artístico dele. Eu tinha 16 anos”, lembra”. E para a alegria de todos, a Lei no. 11176/05, instituindo o “Dia Nacional do Forró” (13/dezembro): LEI Nº 11.176, DE 6 DE SETEMBRO DE 2005. Institui o dia 13 de dezembro como o "Dia Nacional do Forró". O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1o Fica instituído o dia 13 de dezembro como o "Dia Nacional do Forró", em homenagem à data natalícia do músico Luiz Gonzaga do Nascimento, o "Rei do Baião". Art. 2o Esta lei entra em vigor na data de sua publicação. Brasília, 6 de setembro de 2005; 184o da Independência e 117o da República. LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA João Luiz Silva Ferreira.

Por:
J. R. Guedes de Oliveira.
Ensaístia, biógrafo e historiador.








:: VEJA TAMBÉM
Teatro Atheneu recebe ‘Auto de Natal’ e Canarinhos de Aracaju
II Prêmio Um Banquinho, Uma Canção conclui fases eliminatórias
Prorrogada as inscrições para o Festival Um Banquinho, Uma Canção
Biblioteca Infantil comemora 42 anos de existência
Biblioteca Pública Epifânio Dória realiza exposição pelo Dia Nacional do Livro
Orquestra Sinfônica comemora Dia das Crianças com novo concerto “Disney & Games”
Editora do Estado lança 'Aracaju dos anos 90'
Plano Estadual de Cultura segue em elaboração no mês de setembro
Passeio ‘Laranjeiras Cultura Viva’ encerrará o Agosto Mês das Culturas da Gente
Biblioteca Infantil traz programação especial para o mês do folclore
Convergência negra realiza reunião dias 16 e 17
Concurso de Quadrilhas do Gonzagão tem mais duas classificadas às semifinais
Sexta Cultural do TCE aborda as manifestações juninas
Forró Caju 2016 Programação São João Aracaju
Ministério lança campanha contra intolerância religiosa
Maratona de Dança agita o público no Festival de Artes
Chef Marco Sousa prepara seu segundo livro
Leandro Karnal fala sobre sucesso, destino e morte
Musical infantil terá sessões gratuitas em Aracaju
Corredor Cultural Irmão promove exposição
IX Concurso de Fantasia Infantil da Biafa acontece sexta
Marchinhas animam o Baile Infantil Samba Lelê
Feira de Verão 2016 acontece de 15 a 31 de janeiro
Natal da Gente Sergipana 2015 apresenta o ‘Museu Vivo’
Orquestra Sinfônica homenageia músicos no Teatro Atheneu
Lula Ribeiro convida Flávio Venturini no Tobias Barreto
Museu Histórico de Sergipe terá programação especial do ‘Agosto para Todos’
Orsse traz os encantos da música barroca italiana ao Teatro Atheneu
Colônia de Férias para Idosos no Sesc Sergipe
Imagem de Nossa Senhora visita órgãos públicos
São João da Gente Sergipana continua com oficinas, cortejo e quadrilha junina
“Folcloriando na Terra do Caju” é apresentado no Lourival Baptista
Confira a programação do Forró Caju que vai acontecer de 19 a 29 de junho
13ª Semana de Museus terá jornada de estudos e cinema
Reinauguração da Galeria J Inácio é adiada para o dia 14 de maio
Abertas as inscrições para o curso de Teatro Funcional
Os Melhores do Mundo de volta a Aracaju
“Faz de conta” encanta crianças no Lourival Baptista
Moda RioMar Cosmopolitan acontece dias 7 e 8 desse mês
Bandas dão show e Teatro Atheneu lota em seu aniversário de 61 anos
Série Cajueiros marca início da Temporada 2015 da Orsse
Xaxado presta homenagem a Aracaju pelos 160 anos
Audições para Coro Sinfônico da Orsse têm número recorde de inscrições
Centro Cultural segue com amostra sobre carnaval
Núcleo de Produção traz Mostra de Cinema
Devotos realizam cortejo em homenagem à Iemanjá
1º Seminário de Vida no Espírito em Aracaju
Museu dará início às atividades da "Folia da Gente"
Cinemark realiza Sessão Desconto de segunda a sexta
Governo investirá R$ 945 mil em oficinas culturais por todo o Estado
Orquestra Jovem de Sergipe realizará concerto natalino no dia 21
Orla Pôr do Sol também terá festa de Réveillon
Cortejo cultural abre programação do Natal da Gente Sergipana
Secult prorroga inscrições para o Edital de Audiovisual
Nobel de Literatura premia o francês Patrick Modiano
Unesco promove concurso Selfie com seu Professor 2014
Longa-metragem 'A Pelada' tem pré-estreia em Aracaju
''É proibido cochilar'' será exposta na Jenner Augusto
Grupo Imbuaça apresenta “Exercício para Hamlet”
O Sesc apresenta 'Figuras no Fundo da Caverna'
Inscrições abertas para seleção de projetos culturais
Manoel Ramos celebrará carreira dedicada ao samba
Comédia 'Arte' acontece dia 9 de agosto em Aracaju
Adorar-te acontece dia 19 no Parque dos Faróis
Adorar-te acontece dia 19 no Parque dos Faróis
Secult divulga resultado do Edital de Modernização das Bibliotecas Públicas
Turistas estrangeiros e brasileiros se encantam com as tradições juninas
Forró Caju começa nesta quarta-feira
Museu da Gente lança exposição em homenagem à Clemilda
Governo do Estado já investiu R$ 37 milhões na preservação do patrimônio
MinC seleciona peças de artesanato sergipano para exposição durante a Copa
Secult encerra com sucesso 8ª edição da Semana Sergipana de Dança
CONVITE À IMPRENSA: lançamento de curtas-metragens no Atheneu
Governo encerra 4º Festival Sergipano de Teatro e comemora recorde de público
Grande público comparece ao TTB durante espetáculo do grupo Imbuaça
BPED promoverá evento de fortalecimento ao sistema Estadual de Bibliotecas
Aracajuanos celebram aniversário da capital no Concerto da Cidade
Secult adia lançamento de curtas aprovados em edital para 24 de abril
Crianças exibem simpatia e criatividade no VII Concurso de Fantasias da Biafa
Jovens exercitam cidadania através da arte no bairro Getúlio Vargas
Orsse contempla colaboradores da empresa Almaviva com concerto
Adiado lançamento do livro sobre o desenvolvimento de SE
Secult realiza ‘IV Círculo de Ogãs’ em homenagem ao Dia da Consciência Negra
Grupo Teatral Clowns de Shakespeare se apresenta em Aju
Álbum Memórias de Aracaju II será lançado na Semear
Sergipe Mais Justo: oficina sobre forró atraiu jovens de São Cristóvão
Deso receberá prêmio nacional do Instituto Chico Mendes
II Conferência Estadual de Cultura acontecerá nos dias 26 e 27 de setembro
Apresentação encerra projeto que beneficiou mais de 250 músicos em SE
Secult dá início à construção coletiva do Encontro Nordestino de Cultura
Peças de Poulenc e Mozart serão destaques em concerto da Orsse
Sergipe é destaque em festival cultural do Brasil na Áustria
Sergipe é destino turístico nos festejos juninos
Paróquia celebra festa de Festa de N. Sr.ª Auxiliadora
XI Semana Nacional de Museus entre os dias 13 e 19 de maio
Relação das obras do ProInveste em Sergipe
Programação do III Festival Sergipano de Teatro
Laranjeiras lança “Roteiro de Cavernas” para turistas
Prefeito João Alves celebra o Carna Caju
XXXVIII Encontro Cultural de Laranjeiras - 2013
Promotor de Justiça José Gilson dos Santos lança livro “Algumas Visões de Aracaju
Projeto Sexta Cultural do Tribunal de Contas do Estado
Imbuaça remonta “A Farsa dos Opostos”
MHS promove atividades dentro da 6ª Primavera dos Museus
“O Olhar da Descoberta" no Museu Afro-Brasileiro de Sergipe
Contemplados pelo Edital de Intercâmbio levam música sergipana ao eixo Rio-São Paulo
Edital de Intercâmbio e Difusão Cultural volta a cena
Aeroporto registra o maior crescimento do Nordeste
Programação Forró Caju 2012
Prefeitura renova o carnaval da capital
Programação cultural em Janeiro 2012
MPB e PopRock no Projeto Freguesia 2012
Secult lança programação de novembro do Projeto Orlando Vieira
Um pouco da história da música erudita em Sergipe
Secult lança Projeto de Intercâmbio e Difusão Cultural
O Forró – Essa Dança Envolvente
Amorosa lança livro no Rio de Janeiro
Stand-up comedy e RPM na Virada Cultural
Abertura da Temporada 2011 no Teatro Tobias Barreto
Aracaju já tem Rei e Rainha do Carnaval
Inscrições para o concurso de Rei Momo e Rainha do Carnaval
Secult divulga resultado da Arena Multicultural
Secult e Sebrae discutem e renovam parceria
Filme movimenta o cenário cultural sergipano
Confira a agenda cultural do mês de setembro
Confira a agenda cultural do mês de agosto
Edital para Pontos de Cultura é lançado
Ministro da Cultura fica impressionado com estrutura do PMOC
Centro de Criatividade comemora 25 anos
Música sergipana
Cotinguiba Esporte Clube 100 anos
I Feira Cultural e Expositiva do Programa Escola Aberta
Homenagem nos 40 anos do Batistão
Aracaju vai ganhar primeira Casa da Cultura
Bonecos de todo o Brasil estarão em Aracaju
Memória de Jenner Augusto precisa de reparos
Guiness Book
Projeto Freguesia
Pré-caju 2008
Mário Jorge Vieira
Cultura Sergipana
Artesanato
A História do forró
Imbuaça comemora 30 anos de conquista
Artesanato de Sergipe
Recital Mozart Camila Argolo
Elias Santos expõe 'Absorvidos'
São Cristóvão é candidata a patrimônio da humanidade
Neópolis sediará Encontro Cultural
Velho Chico: uma agradável surpresa
Cangaço um modo de vida