Aracaju, SE 20/11/19
 

Nossa História
nova orla
points do turista
igrejas e museus
agenda
cultura
noticias
turismo
personalidade
artesanato
videos
galeria de fotos
culinária
passeios em sergipe
Sergipe
mapas
contato
 
Espaços Terapêuticos, Academias desportivas - Aracaju Sergipe
Auto-peças, Acessórios, Auto-escolas, Pneus, Oficinas e Serviços - Aracaju Sergipe
Bares, Lanchonetes, Boates - Aracaju Sergipe
Institutos de Beleza, Centro de Estética, Lojas de Cosméticos, Noivas - Aracaju Sergipe
Móveis, Decoração, Armários, Cozinhas, Quartos - Aracaju Sergipe
Docerias, Deli, Buffet Eventos e Festas, Padarias - Aracaju Sergipe
Delícias Regionais, Churrascaria, Cozinha Naturalista, Cozinha Oriental/Francesa/Italiana/Alemã - Aracaju Sergipe
Pizzarias, Lanchonetes - Aracaju Sergipe
Lanchonetes, Acarajés, Salgados
Pousadas, Motéis - Aracaju Sergipe
Hotéis, Resort's - Aracaju Sergipe
Farmácia & Drogria, Farmácias de Manipulação - Aracaju Sergipe
Lançamentos, Promoções - Aracaju Sergipe
Suprimentos, Recarga de cartuchos, Computadores, Assitência Técnica - Aracaju Sergipe
Empreendimentos - Aracaju Sergipe
Colégios, Cursos Profissionalizantes, Universidade, Faculdade, Escolas de Idiomas - Aracaju Sergipe
Clínicas Médicas, Hospitais, Oftalmologista, Ortopedista, Ondotologia, Dermatologia, Cirurgia Plástica - Aracaju Sergipe
Moda Jovem, Moda Praia, Moda Íntima, Calçados & Bolsas, Acessórios & Bijuterias, Presentes - Aracaju Sergipe
Lojas, Madereiras, Tintas - Aracaju Sergipe
Supermercados, Distribuidoras - Aracaju Sergipe
Agências, Receptivo, Operadoras - Aracaju Sergipe
TV, Rádio, Jornais, Revistas - Aracaju Sergipe
Lavandeiras, Escritórios de Contabilidade, Gráfica e Copiadora, Detetização, Seguradoras e Seguros, Taxi, Chaveiros, Telefones Úteis - Aracaju Sergipe
 

 
Personalidades
Visite Aracaju. Aqui você é mais Feliz!
Entrevista com João Carlos Paes Mendonça
.


01 de Outubro de 2009

Entrevista concedida a Colunista Social THAIS BEZARRA
 
TB - Quem foi, na sua visão empresarial, Pedro Paes Mendonça?
João Carlos Paes Mendonça - Um empreendedor, um homem determinado, sensível, cordial, que nos idos de 1935 iniciou seus negócios com uma pequena venda, na Serra do Machado, interior de Sergipe, com sortimento indispensável à pequena população do campo, e plantou, a partir daí, a semente de uma das mais prósperas e modernas redes de supermercados do País. Apesar de enfrentar inúmeras dificuldades, na época, que iam desde a manutenção do fluxo de mercadorias, num tempo em que havia grandes dificuldades de transportes e comunicação, até o controle das tradicionais cadernetas de compras de sua freguesia, meu pai, com seu tino para o comércio, venceu cada obstáculo.



TB - Qual o legado que ele deixou para a história econômica e social de Sergipe?
JCPM - Investiu no Estado, tanto no atacado como no varejo, com lojas cada vez mais modernas e atraentes. Na área política legislou como deputado por dois mandatos. Os valores éticos, os compromissos em defender os interesses da população mais carente e sua visão empreendedora forjaram o tripé da sua passagem como homem público e participante da sociedade civil.

TB - Quais as características mais marcantes da personalidade de seu Pedro?
JCPM - Era um homem disciplinador com os filhos, sensível, amigo e leal. Sabia, acima de tudo, ouvir e, sempre que consultado, nunca deixou de emitir sua opinião com seriedade e objetividade.

TB - Ele era um homem humanitário e sempre pensou em ajudar a comunidade da Serra do Machado, principalmente os idosos. Foi daí que surgiu a fundação Pedro Paes Mendonça?
JCPM - Depois que meu pai faleceu, vinha sempre à minha mente a lembrança de que seu desejo era fazer algo pela população de Serra do Machado. Anos depois, voltei ali e fiquei triste ao ver uma população tão carente de necessidades básicas. Esse sentimento me levou a criar a Fundação que leva o seu nome e, ao longo desses 20 anos, atuamos
naquela localidade, que é também a minha terra de origem e dos meus irmãos, promovendo ações que visam dar perspectivas de um futuro digno para seus habitantes.



TB - Com 20 anos de atuação na Serra do Machado, quais as principais mudanças que a instituição promoveu na comunidade?
JCPM - Inúmeras, abrangendo as áreas de acolhimento de idosos, educação, habitação, saúde, cultura, lazer e geração de renda. A inauguração do Lar Dona Conceição foi o marco inicial de atuação da Fundação Pedro Paes Mendonça, isso em 1989. Nossa preocupação foi
de dar forma e consistência ao sonho de meu pai que era acolher os idosos. Fomos buscar então as Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus para administrar essa entidade. Pouco depois, em 1990, adquirimos o ônibus escolar para transportar os estudantes da Serra à Ribeirópolis. Instalamos a Escola São Sebastião, estabelecendo em 1993 o ensino pré-escolar e, em 2006, inauguramos o Centro de Educação Básica Auxiliadora Paes Mendonça. A quadra poliesportiva construímos em 1995. Construímos um posto policial, em 2002. Demos às condições necessárias para a criação de uma orquestra filarmônica, além de aulas de capoeira e ballet, em 1999. Instalamos a Biblioteca Comunitária com sala multimídia. Em 2002 tivemos a abertura da Clínica Médica Dona Dudu, e medicamentos com 90% de subsídios e atendimento/mês a cerca de duas mil pessoas. Reconstruímos a Igreja Matriz, construímos a Casa Paroquial e a Capela São Bento Meni, em 2002. Com apoio do governo Albano Franco em 1997, a FPPM construiu 50 casas populares e, em 1998, uma estrada que liga Serra do Machado à Ribeirópólis, homenageando à família com o nome de Rodovia Pedro Paes Mendonça. Este ano, em janeiro, inauguramos o Bairro do Futuro com 65 casas de alvenaria, uma praça de eventos, uma galeria com 13 pontos comerciais e um campo de futebol. Com o objetivo de gerar renda para os moradores da Serra, apoiamos a implantação da Cooperativa de Artesanato, em 2003, e fizemos a doação de uma Loja no Shopping Jardins para comercialização dos produtos em 2004. Atendendo nossa solicitação, em breve será instalada na Serra do Machado uma nova unidade da Fábrica de Brinquedos Estrela. O importante é que, ao longo desses 20 anos, junto com as transformações ocorridas, houve também a mudança de mentalidade, sem a qual seria muito difícil, hoje, estarmos contabilizando tantos ganhos.



TB - O que representa para João Carlos os 100 anos de nascimento de seu Pedro?
JCPM - Saudade, reconhecimento e agradecimento. Saudade do seu jeito de ser, reconhecimento de que minhas raízes foram plantadas por mãos forjadas pela ética, agradecimento por ter nele um exemplo de vida a ser seguido. Tudo quanto eu e meus irmãos fizermos para marcar o centenário de seu nascimento, ainda será pouco para demonstrar o carinho, a afeição e a admiração que sentimos pelo seu Pedro.

fonte: Jornal da Cidade
Entrevista: Thais Bezerra



:: VEJA TAMBÉM
Augusto do Prado Franco
Hermes Fontes
João Ribeiro - Um sábio que completa 15I anos
Jackson Barreto
Centenário de Costa Pinto.
Associação Sergipana de Imprensa comemora 80 anos
Luiz Antônio Barreto
Dominguinhos e sua tragetória de sucesso
Jouberto Uchôa de Mendonça, reitor da Universidade Tiradentes, é o mais novo imortal da Academia Sergipana de Letras.
O ex-governador Lourival Baptista deixa saudades
Prefeito pretigia posse da nova Mesa Diretora da AL
Bloco Carnavalesco Siri na Lata
Empresária Maria Celi Barreto
Conselho Estadual de Cultura celebra 45 anos
Sergipana com necessidade especial é exemplo ao prestar Enem
Homenagem ao centenário de José Rollemberg Leite
100 anos de Drº Augusto do Prado Franco
História Cangaceira
Artur Oscar de Oliveira Déda lança livro de crônicas
Bonifácio Fortes
Dom Távora - O bispo dos operários
Jornalista Cleomar Brandi é homenageado
Quem foi o Dr. Augusto César Leite?
Homenagem ao Professor Sebastião
Mendonça se reúne com representante da ONU
Dilma Rousseff é recepcionada no aeroporto de Aracaju
Governador Marcelo Déda é homenageado.
Lançamento do livro Retratos do Brasil profundo
Sergipana lança livro em Itabaiana
Homenagem a Luiz Carlos Reis
Antonio Maia - Arte e alma de Sergipe
Paulo Barreto de Menezes
Jota Soares, um sergipano no cinema
Entrevista com Rogério
Acrísio Cruz
Joel Silveira
50 anos da Empresa Senhor do Bomfim
Carlos Augusto Monteiro: o novo presidente da OAB.
Maria Thetis Nunes fez história na cultura sergipana
Entrevista com João Carlos Paes Mendonça
Carlos Ayres Britto
Medalhas do Mérito Aperipê e Cultural
Sergival
Srs. Newton e Miguel Gonçalves
José Augusto (São Lucas) Barreto
Ofenísia Soares Freire
Fausto Cardoso
J. Inácio
Zé Peixe
Ismar Barreto