Você está em: Início / Notícias / Belivaldo Chagas acompanha procissão em homenagem a São Paulo

Belivaldo Chagas acompanha procissão em homenagem a São Paulo

04/07/2018

O governador afirmou que participar da procissão de São Paulo é prestigiar a população do município através do seu Santo Padroeiro

Na tarde deste domingo, 01, o governador Belivaldo Chagas acompanhou a procissão em homenagem a São Paulo e a adoração do Santíssimo Sacramento, na cidade de Frei Paulo. 

O governador estava acompanhado do prefeito da cidade, Anderson Menezes, conhecido como Zé das Canas, do ex-governador Jackson Barreto, do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Luciano Bispo, o deputado federal Fabio Reis, o ex- deputado federal Márcio Macedo, a vice-prefeita Mércia Dantas, secretário da Inclusão José Felizola e o ex-deputado federal Gia. 

O governador afirmou que participar da procissão de São Paulo é prestigiar a população do município através do seu Santo Padroeiro, renovar a sua fé e pedir a benção do Santíssimo Sacramento para administrar o Estado da melhor maneira. 

História

Paulo de Tarso, também chamado de Apóstolo Paulo, foi um dos mais influentes escritores do cristianismo primitivo, cujas obras compõem parte significativa do Novo Testamento. 

A influência que exerceu no pensamento cristão, chamada de "paulinismo", foi fundamental por causa do seu papel como preeminente apóstolo do Cristianismo durante a propagação inicial do Evangelho pelo Império Romano.

Conhecido também como Saulo, se dedicava à perseguição dos primeiros discípulos de Jesus na região de Jerusalém. De acordo com o relato na Bíblia, durante uma viagem entre Jerusalém e Damasco, numa missão para que, encontrando fiéis por lá, "os levasse presos a Jerusalém", Saulo teve uma visão de Jesus envolto numa grande luz, ficou cego, mas teve a visão recuperada após três dias por Ananias que também o batizou. Começou então a pregar o Cristianismo.

Treze epístolas no Novo Testamento são atribuídas a Paulo, mas a sua autoria em sete delas é contestada por estudiosos modernos. Agostinho desenvolveu a ideia de Paulo que a salvação é baseada na fé e não nas "solas das lei".

A conversão de Paulo mudou radicalmente o curso de sua vida. Com suas atividades missionárias e obras, Paulo acabou transformando as crenças religiosas e a filosofia de toda a região da bacia do Mediterrâneo.


Veja também